Voltar
29 setembro de 2017

Toxina botulínica

A toxina botulínica é uma neurotoxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum.

Esta é a mesma bactéria que causa uma doença chamada botulismo e produz uma paralisia muscular.

Para fins terapêuticos, ela é utilizada uma forma purificada, congelada a vácuo e estéril da toxina botulínica tipo A, produzida a partir da cultura da cepa Hall da bactéria Cloristridium botulinum.

Quando aplicada em pequenas doses, ela bloqueia a liberação da acetilcolina (neurotransmissor responsável por levar mensagens elétricas do cérebro aos músculos) e como resultado, o músculo não recebe a mensagem para contrair.

Indicações – Uso cosmético

  • Tratamentos de rugas de expressão (principalmente testa, região glabelar entre as sobrancelhas e pés de galinha).
  • Hiperidrose (excesso de suor) axilar, palmar e plantar.
  • Enxaqueca.
  • Bruxismo.
  • Estrabismo.
  • Blefaroespasmo.
  • Outros.

Efeito

Para o tratamento das rugas de expressão, o efeito começa 24 horas após a aplicação e é bem notável após 3 dias.

Se necessário alguma complementação, esta deverá ser realizada 15 dias após a aplicação.

De acordo com a Sociedade Americana de Cirurgia Plástica e Estética, ele está entre os tratamentos estéticos mais procurados, junto aos preenchimentos.

A aplicação deve ser realizada por médicos, no próprio consultório.

Mulheres e homens podem fazer uso de toxina botulínica e não há uma idade cronológica específica para iniciar sua aplicação. O ideal é começar esse tratamento aos primeiros sinais de envelhecimento da pele, com objetivo de prevenir, e não apenas corrigir as alterações.

Compartilhe com seus amigos!

Agendamento